[Voltar]

Pisar e Estar no Caminho

Ora, que objetivo temos com a propositura de praticar os 3 fatores?
Certamente é o intrínseco anelo de retornar ao Ser.

Nesta síntese (3 fatores), esta o conhecimento interno, que vamos adquirindo, conforme avançamos nas etapas de retorno ao Ser.

Muitos nomes tem se dado, ao inicio, meio e fim destas etapas.

Isto de caminho, exemplifica corretamente essas etapas.

Porém, entre pisar e estar no caminho de retorno ao Ser, que ocorre muitos devaneios.
E não superar esses devaneios, vai atrasar, estancar e por fim retirar o estudante do objetivo.

Esses devaneios, se sustentam, na auto-consideração, auto-importância, amor-próprio...e tantos outros eus que nos iludem, nos fazendo
ver, sentir e agir como sendo o centro de todas as atenções, perseguições, pompas...(egocentrismo)

Se esta, ou não se esta no caminho, não há um meio termo nisto.

O pisar no caminho, é quando a Mãe (kundalini) desperta no corpo físico do estudante.
Isto não é para qualquer mero, decorador de livros, bajulador, fazedor de poses...

A misericórdia, acompanha aos sinceros.
Após duras e sérias provações na psicologia deste estudante, se faz apto a pisar no caminho.

Em outras profundidades, atua o Cristo interno.

Tristemente, vemos a maioria dos estudantes, perdidos nos devaneios (não encontram a porta), pois a escuridão é muito pesada.
Outros tantos, acham, acreditam, creem, discutem, fazem cenas, impõe, forjam situações, para provar e demonstrar que estão no caminho.
Teimam e teimam que viram isto ou aquilo nos mundos internos.
Tudo para externar ao demais a sua pretensa entrada no caminho.
Não muito pior, é aquele que secretamente, alimenta seus eus, e não traduz em atos os seus devaneios.

Quem esta no caminho, esta e pronto.

Agora, estar e continuar no caminho, exige ainda mais o adentramento no autoconhecimento (3 fatores).

Como nestes assuntos a estática não é regra, ou sobe ou desce, ou avança ou retrocede.
A cada avanço pelo caminho, o refinamento da psicologia é mais exigido.

A responsabilidade que é o estudante assume perante a Mãe (kundalini) e o Ser, é algo que os que ainda estão em certos tipos de devaneios
não entendem, e portanto não dimensionam a repercussão dos seus atos.

Aquele que esta sob os olhos da Mãe (Kundalini), sabe muito bem as consequências de não estar de acordo com o que a Mãe (kundalini) orienta.

18/mar/2015

[Voltar]