[Voltar]

As Tarefas de um Cristo Interno

Dias atrás, certamente por misericórdia e não por merecimento, nos tocou observar e participar de uma cerimônia nos mundos internos.

Especificamente neste caso, de uma certa etapa em que trabalha o Cristo Interno (tarefas) de uma pessoa próxima.

Como bem sabemos (os estudantes dos ensinamentos gnósticos), temos o Cristo individual (as 03 forças), que nasce naquele
que realmente esta nas ordálias da iniciação.
E esta parte nossa (o Cristo interno), vai trabalhando em níveis diferentes de nossa psicologia.

Estamos embrutecidos, muito embrutecidos pela dominância dos eus em nossos atos.
Não percebemos as coisas como são, na sua correta expressão.

Mas conforme o estudante vai mudando, de viver o externo, para renascer no interno, começa a ver e perceber as formas
corretas das leis que nos regem.

Temos muito do sentimentalismo, baseado em sofrimentos e alegrias.
Ou seja, vemos, pensamos e agimos, conforme os sentimentos/alegrias de algum eu.
Que foi devidamente robustecido pelas experiências da vida, do dia a dia.

Quando dizemos que amamos, que odiamos, que não gostamos...fala por nós e expressamos a nossa legião de defeitos.

Não captamos, pois não vemos com os olhos da consciência, o correto das situações e portanto vem o erro.

Quando vemos ou até mesmo sabemos de memória, todos os sofrimentos que passou o Cristo histórico, infelizmente
dimensionamos a via crucis, com as nossas bases, daquilo que entendemos ser sofrimento.

Somente com níveis superiores de consciência (emocional superior), poderemos captar o correto daquilo que é o trabalho
desta nossa parte interna (a força crística).

Veremos e saberemos como a força crística (tarefas) atua nos níveis de consciência do estudante, e lhe incute partes do que
realmente é o Amor.

Reforçamos que esta expressão (o Amor), nada tem haver com os sentimentalismos/apegos egoicos...

Aos estudantes novos e antigos do ensinamento, com estas linhas damos certificação de como é certos trabalhos que realiza
o Cristo interno de cada um, nos avanços dos trabalhos nos 3fatores.

Então, não se recalquem no que, nos dizem alguns e tantos outros (mais velhos/sábios no ensinamento), que é impossível ou que
não é para esta existência.
Afirmamos é para agora, para hoje, fincar bases nos trabalhos com os 3fatores, e não ficar bitolado no que os outros acham.
Temos que dar ouvidos ao que a nossa parte interna (o Ser) nos orienta.
E veremos os resultados concretos dos avanços na revolução interior.

03/mai/2015

[Voltar]