[Voltar]

É o Fim. E Agora?

Na mente dos débeis, intentam em fazer estoques de alimentos e outras coisas...
Justificam que com ele nada vai acontecer, pois tem esse abrigo ou aquele conhecimento de plantas...

Outros já estão totalmente desequilibrados.
A anos e/ou agora, abandonaram as responsabilidades que lhes compete, pois acham que senão estão salvos o serão
pelo isolamento do meio social e etc.

Quantos lares desfeitos, quantos sofrimentos de familiares, amigos...
Por entendimentos totalmente equivocados dos fracos de compreensão.

Imaginam que um pouco estoque de alimento, os deixará vivendo para sempre.
Imaginam que uns objetos (armas e esconderijos), os deixará vivendo uns bons tempos.
Imaginam que um abrigo debaixo da terra, os vai isolar das radiações.

Outros tantos, imaginam que já estão salvos, e não estão nem aí para as responsabilidades do mundo físico.

Mais alguns, entendem que são os guias de outros, e passam a arrecadar dinheiro, pois ele tem lugar
para levar e salvar o seu grupo seleto.

Esta sobre nós os fatos da proximidade do astro que faz a sua trajetória.
Vai se avolumar a agonia do planeta.
A psicologia das pessoas, cada vez mais será afetada...
As observamos e vemos o perigoso desequilíbrio que se manifesta dia a dia.

No entanto, muitos pretensos estudantes se escondem atrás deste desequilíbrio, para atestar a sua falta de prática.
Escutamos que hoje esta muito forte o hipnotismo e é impossível de fazer a revolução sobre si mesmo.

A estes dizemos que não, não é impossível.
E se o for, pois que morramos de pé.
Não morramos acovardados, escondidos...

Sabemos que tem Maestrias nos Mundos Infernais, tentando resgatar os que ali involuem.
E esses, aqui choramingando, que não pode isso, não conseguem fazer aquilo.

Esses, se impuseram o fracasso, e arrastam atrás de si, os seus seguidores.

Se fracassamos é porque nos dominou os Egos/Eus.
Se fracassamos é porque nos faltou a disciplina na prática do ensinamento.
Se fracassamos é porque nos esquecemos profundamente do nosso próprio Ser.

O personagem humano, tem como destino, a ação do tempo.
Com isso, nascemos, crescemos, envelhecemos e morremos. (a parte física)
Esquecem (mesmo tendo o ensinamento), que a parte espiritual, esta além do tempo.

Na verdade quem não quer morrer é os moradores que estão agregados a este personagem humano.

Pois que vamos morrer, (fisicamente) vamos morrer.
Mas podemos morrer sendo dignos ou sendo indignos.

Morramos com dignidade, com o Ser como objetivo.
Praticando seriamente o ensinamento.

12/jul/2015

[Voltar]